Chevrolet Onix Effect 2018

Chevrolet Onix Effect 2018: uma questão de gosto

Com motor 1.4 8V Flex e câmbio manual, hatch mais vendido do Brasil foca em spoilers, rodas, adesivos e cobra R$ 54.990

WM1 / 26/05/2017 às 12:30

O que faz do Toyota Corolla ser um best-seller? Entre os diversos fatores, um dos principais é o fato de o sedã médio não ser o melhor em quase nada diante de seus concorrentes, mas extremamente competitivo em absolutamente tudo. Estou falando de design, conjunto mecânico, espaço, preço, acabamento, itens de série, e por aí vai... Bom, então você lança a seguinte pergunta: “legal, mas eu cliquei em uma notícia do Chevrolet Onix. Que raios o Corolla tem a ver?” Bom, minha resposta é “tudo!” Campeão de vendas em 2016 e atual líder de emplacamentos, o Onix nada mais é que o Corolla dos hatches compactos. Não é o melhor em quase nada, mas extremamente competitivo em absolutamente tudo!

E o Onix é tão Corolla que até uma versão esportiva de cara, mas não de coração, como é a XRS do Toyota o Chevrolet tem, a Effect, que volta a ser comercializada por 54.990, e que avaliei por uma semana.

Vou começar pela principal diferença do Effect para os demais Onix: visual! O hatch continua utilizando adesivos exclusivos na grade dianteira, lateral e tampa do porta-malas. No entanto, ao contrário de quando foi comercializado pela primeira vez, estes apliques estão mais discretos – não muito, mas estão. Para mim, nestes chamados ‘esportivos de boutique’, a filosofia ‘menos é mais’ deveria ser seguida à risca.

Campeão de vendas em 2016 e atual líder de emplacamentos, o Onix nada mais é que o Corolla dos hatches compactos

As rodas de liga leve de 15 polegadas são escurecidas (185/65 R15), mas não conquistam pelo desenho. Gostaria de ver mais arrojo nos traços, já que o apelo do Effect está no estilo. Completam o pacote as saias laterais, spoilers dianteiro e traseiro, discreto aerofólio e teto preto. Ficou faltando uma ponteira para o escape tanto para causar bom impressão quanto para dar um ‘ronquinho’ diferenciado.

Ponto a Ponto

Score

Não gosto destas versões que apelam para a perfumaria - questões apenas estéticas - para sugerir uma esportividade que não existe realmente. Gosto quando a engenharia participa ativamente do projeto em busca de uma suspensão mais firme, uma relação de câmbio focada na performance ou mesmo em um simples ronco diferenciado. Custando R$ 54.990, o Chevrolet Onix Effect 2018 é para quem quer ver e ser visto, não para o cliente racional. Os itens de série são muito bons, em especial a central multimídia MyLink compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Ficou faltando opção de câmbio automático. Eu, particularmente, iria de Chevrolet Onix LT 1.4 automático.
8.9

Média opinião do dono

Por dentro, a primeira impressão causa incômodo. As molduras grossas vermelhas no volante multifuncional de base achatada e nas saídas de ar são responsáveis por este primeiro impacto – volto a dizer: ‘menos é mais’... O mesmo vermelho, mas de maneira mais discreta, está nas costuras dos bancos e na base do câmbio. O painel de instrumentos é igual aos demais, com uma leve diferenciação no grafismo, representada pelo ‘Effect’ gravado na base do conta-giros analógico.

RODANDO

Como um esportivo de aparência, não de comportamento, o Onix Effect é equipado com motor 1.4 8V bicombustível de quatro cilindros aspirado, que gera até 106 cv de potência, quando abastecido com etanol. O torque de 13,9 kgf.m agrada, mas aparece somente a 4.800 rpm. Por isso, para conseguir um melhor rendimento do Chevrolet em termos de esportividade, o ideal é trabalhar em médias e altas rotações para ter respostas mais rápidas e intensas.

E para isso, a transmissão manual de seis velocidades ajuda. Assim como os demais Onix, a relação curtinha das primeiras marchas agrega agilidade no perímetro urbano. Já 5ª e 6ª alongadas privilegiam a economia de combustível. De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem do INMETRO, o Onix Effect crava na cidade 8,6 km/l (etanol)/12,5 km/l (gasolina), e na estrada 10,2 km/l (e)/14,9 km/l (g) – números que garantem nota A de eficiência.

Só um detalhe. O Chevrolet Onix Effect não é oferecido com a transmissão automática de seis marchas das versões LTZ e Activ. No entanto, tal variável não está descartada e pode aparecer em breve.

VERSÕES E PREÇOS

Chevrolet Onix Joy 1.0 MT 2018

R$ 41.690

Chevrolet Onix LT 1.0 MT 2018

R$ 47.950

Chevrolet Onix LT 1.4 MT 2018

R$ 51.790

Chevrolet Onix LT 1.4 AT 2018

R$ 56.790

Chevrolet Onix LTZ 1.4 MT 2018

R$ 56.650

Chevrolet Onix LTZ 1.4 AT 2018

R$ 61.950

Chevrolet Onix Activ 1.4 MT 2018

R$ 59.950

Chevrolet Onix Activ 1.4 AT 2018

R$ 65.250

Chevrolet Onix Effect 1.4 MT 2018

R$ 54.990

Ao volante, o Onix Effect é um carrinho gostoso de se dirigir. O volante tem boa empunhadura e os engates do câmbio são precisos. Pessoas de estatura mediana, como eu, não encontram muitos problemas para ‘vestir’, encontrar a melhor posição dentro do Chevrolet. O mesmo, porém, não é possível dizer dos grandalhões. O banco tem regulagem de altura, assim como a coluna de direção, que, infelizmente, fica devendo o ajuste de profundidade.

A direção elétrica é muito confortável na cidade. Extremamente leve para manobras. Não é muito direta e poderia ganhar um pouco mais de ‘peso’ em altas velocidades. A suspensão independente tipo McPherson (barra estabilizadora) na dianteira e semi-independente com eixo de torção (sem barra estabilizadora) na traseira é confortável, absorvendo bem a buraqueira paulistana. Mas não deveria ser tanto! Se a esportividade não está no conjunto mecânico apenas comum, o Onix Effect poderia ter uma suspensão mais firme, proporcionando um comportamento mais rígido, como os esportivos de personalidade. Até um pneuzinho com perfil menor iria bem...

O cara que compra um Onix é racional. Fato. No entanto, aquele que busca o Effect já envolve emoção na negociação

Os freios são a disco na dianteira e tambor na traseira. E como manda a lei, ABS (antitravamento dos freios) com EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem) estão presentes. Ficou faltando os controles de tração e estabilidade. Airbag duplo frontal e ISOFIX são de série.

CONECTIVIDADE

No começo da matéria, disse que, assim como Corolla, o Onix “não é o melhor em quase nada, mas extremamente competitivo em absolutamente tudo”. Pois bem, este “quase” se refere à central multimídia MyLink de segunda geração. Devo admitir que neste ponto, o Chevrolet é referência diante da concorrência. É o melhor.

Com tela de 7 polegadas sensível ao toque, o sistema é compatível com Android Auto e Apple Car Play, além do OnStar no plano mais completo (Exclusive). Plano este que oferece serviços de concierge, emergência, recuperação veicular, aplicativo que permite comandar diversas funções do veículo pelo smartphone, entre outros.

Toda vez que utilizo o serviço fico realmente impressionado com a eficiência não apenas da agilidade do sistema, mas como do bom atendimento prestado. Realmente um diferencial muito significativo neste segmento.

VALORES

O cara que compra um Onix é racional. Fato. No entanto, aquele que busca o Effect já envolve emoção na negociação, afinal, quer se diferenciar dos demais. A versão esportiva do ‘Chevynho’ custa R$ 54.990 e não tem nenhum tipo de opcional. Nem mesmo se a cor escolhida for Vermelho Carmim e não o Branco Summit.

Com relação ao seguro, o preço médio ficou em R$ 3.585 e a apólice da franquia em R$ 2.710. Já as revisões com preço fixo ficam, até 60.000 km, no valor de R$ 3.036.

CONCLUSÃO

Simples: se ser diferente dos demais nas ruas é muito importante e o design do Chevrolet Onix Effect agrada, pouco importando o fato de o modelo assumidamente não entregar a performance que sugere, entre na Webmotors e encontre seu próximo carro. Agora, se a racionalidade ainda doutrina a compra, o Effect não é a melhor opção. Eu, particularmente, falando de modelos zero quilômetro (não usado), iria de Onix LT 1.4 com transmissão automática, que sai R$ 56.790. Isso para não sair do modelo da Chevrolet.

Agora, existem outras opções em relação ao Effect, como o Volkswagen Up! na versão High Up, com motor 1.0 Turbo de 105 cv e câmbio manual de cinco marchas por R$ 57.100 ou mesmo o Renault Sandero GT Line, com motor 1.6 16V  e caixa manual de cinco velocidades por R$ 55.900. Já com câmbio automático e propulsor 1.6 16V, a escolha pode ser o Hyundai HB20 R spec, mas aí atingimos um novo patamar de preço: R$ 61.330.

PowerTrain
PowerTrain

PowerTrain

Desempenho
Desempenho

Desempenho

Dimensões
Dimensões

Dimensões

Dinâmica
Dinâmica

Dinâmica

Capacidades
Capacidades

Capacidades

Powertrain
Chevrolet Onix Effect 2018 é equipado com motor 1.4 8V Flex e transmissão manual de 6 marchas.
Desempenho
Chevrolet Onix Effect 2018 é nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem do INMETRO.
Dimensões
O Chevrolet Onix Effect 2018 tem as mesmas medidas do Chevrolet Onix LT e LTZ.
Dinâmica
Com tração dianteira, o Chevrolet Onix Effect 2018 tem suspensão independente tipo McPherson na dianteira e semi-independente com eixo de torção na traseira. Freios à disco na dianteira e tambor na traseira. A direção é elétrica.
Porta Malas
280 Litros
Tanque de Combustível
54 Litros
Ocupantes
5
Carga útil
375 kg
Capacidades
O Chevrolet Onix Effect 2018 tem apenas 280 litros de capacidade do porta-malas.

Jogador de futebol frustrado, resolveu ser jornalista para escrever sobre tudo que tivesse motor, fizesse (muito ou pouco) barulho e fosse possível de pilotar. Aficionado por superesportivos e clássicos, pensa agora acelerar também sobre duas rodas...

Matérias relacionadas