Mercedes GLA 2018 aparece com mudanças discretas

Com alterações quase imperceptíveis, SUV chega a linha 2018

WM1 / 09/01/2017 às 15:15

Um dos destaques da Mercedes-Benz no Salão de Detroit, que abriu as portas para a imprensa nesta segunda-feira (9), é a primeira reestilização de seu crossover GLA. Com pouco mais de dois anos de mercado, o modelo -que é fabricado no Brasil desde setembro de 2016- recebeu algumas atualizações muito discretas. Nós, do WM1, achávamos o “antigo” mais bonito.  

As atualizações foram tão sutis, que só olhando com muita atenção para percebê-las. Na dianteira, o novo para-choque redesenhado deixou o carro mais imponente com maiores entradas de ar nas extremidades, mas isso apenas para as versões mais esportivas. A versão de entrada ganhou faróis de neblina arredondados. A grade deixou de ser lisa e os faróis antes bixenônio (opcionais), agora são em LED. Na traseira, o desenho do para-choque agora acompanha o desenho do teto e a lanterna ganhou cantos arredondados.

Abaixo as fotos do modelo novo e do "antigo" para que você tire suas próprias conclusões. Dianteira do GLA 2018:

Dianteira do GLA "antigo":

Para justificar a mudança, a Mercedes-Benz disse que o carro ficou mais aerodinâmico. Como opcional, o modelo ganhou suspensão elevada em 30 mm.

No interior as mudanças também foram quase imperceptíveis. Há novas opções de revestimento dos bancos, novo volante e detalhes prateados nos botões.

Interior do GLA 2018:

Interior do GLA "antigo":

Além da GLA, a Mercedes-Benz também apresentou a versão mais nervosa, AMG GLA 45, com alterações no visual. O conjunto mecânico não recebeu mudanças, é ainda o 2.0, que gera até 380 cv. A marca ainda não divulgou quando as alterações chegam ao modelo fabricado no Brasil. 

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas