Kia Stonic Salao Frankfurt

Kia exibe Stonic, SUV compacto que virá ao Brasil

Atração da marca no Salão de Frankfurt estreia aqui em 2018, juntamente com o novo Picanto e o hatch compacto Rio

WM1 / 13/09/2017 às 14:00

A Kia, que em 2017 comemorou 25 anos de presença no Brasil, ainda sem uma fábrica instalada aqui, pretende ampliar suas vendas e sua relevância no mercado local a partir do ano que vem. A marca sul-coreana, representada no país pelo Grupo Gandini, conta com o fim da sobretaxa de 30% de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para automóveis importados, que deve ser anunciado entre novembro e dezembro como parte das metas e regras do Rota 2030 - programa do governo federal voltado para suceder o Inovar-Auto e que vai traçar os rumos da indústria automotiva nacional nos próximos 12 anos.

O Grupo Gandini recentemente confirmou para 2018 o lançamento no Brasil da nova geração do Picanto, do hatch Rio e de um SUV compacto - que será o Stonic (foto acima), versão da Kia para o Hyundai Kona que está em exibição no Salão de Frankfurt, na Alemanha.

Medindo 4,14 m de comprimento, 1,76 m de largura, 1,52 m de altura e 2,58 m de distância entre-eixos, o Stonic é cerca de 12 cm mais curto que um Ford Ecosport e é construído sobre a mesma base do Rio, com o qual deve compartilhar, ao menos no mercado brasileiro, a maior parte dos componentes da cabine (foto abaixo), além de motor e câmbio.

Especula-se que tanto o Stonic quanto o Rio (foto abaixo) sejam equipados aqui com o conhecido motor 1.6 Kappa flex da Hyundai, já presente no HB20 e que nele rende 128 cv de potência e 16,5 kgf.m de torque, com transmissão automática de seis marchas - a caixa manual de seis velocidades também poderá ser oferecida.

O novo Kia Stonic e o hatch Rio devem desembarcar no Brasil com importação do México, como já acontece hoje com o sedã Cerato, com benefícios fiscais por conta de acordo comercial com o Brasil. Ao menos no mercado europeu, o Stonic segue a tendência de pintura personalizada em dois tons, com 20 combinações possíveis entre carroceria e teto.

Já o Picanto, hoje importado da Coreia do Sul e que aqui tem preços sugeridos a partir de R$ 40.990, vai chegar nos próximos meses em nova geração, com visual mais esportivo e interior totalmente remodelado - a fabricante, inclusive, levou para o Salão de Frankfurt a versão GT Line do Picanto (foto acima), com saias laterais, rodas de liga leve diamantadas de grande porte e detalhes vermelhos.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas