Ferrari apresenta a nova Portofino em Frankfurt

Modelo de entrada da fabricante italiana chega para aposentar a California T. Esportivo gera 600 cv com motor V8 turbo

WM1 / 12/09/2017 às 18:15atualizado 13/09/2017 às 04:13

A Ferrari é a única italiana do Grupo FCA a marcar presença no 67° Salão do Automóvel de Frankfurt, já que Fiat e Alfa Romeo não reservaram espaços na exposição. Talvez por não terem um carro tão importante para expor quanto a Ferrari, que lançou mundialmente seu novo modelo de entrada, a Portofino.

Com proporções muito similares às da sua antecessora, a Portofino evolui e refina um design que mais desagradou do que agradou quando a primeira California foi lançada, em 2009. Em 2015, com o facelift, algumas das “imperfeições” foram corrigidas, e agora, com a chegada da substituta, o design está à altura da marca.

É do facelift de 2015 que a Portofino herda o motor V8 3.9L, que rendia 560 cv e agora entrega até 600 cv a 7.500 rpm, e 77,5 kgfm a 3.000 rpm, graças aos novos pistões, bielas, sistema de escape e mapeamento do motor. Acoplado à já famosa transmissão automatizada de dupla embreagem e sete velocidades, esse motor leva o conversível a 100 km/h em apenas 3,5 segundos, e atinge a velocidade final de 320 km/h. Bons números para um modelo “de entrada”.

Outra melhoria em relação à T é no peso, que diminuiu em 80 kg, graças ao trabalho intensivo dos engenheiros para “repensar” os métodos de produção do carro. A complexidade da montagem diminuiu muito, e a marca passou a utilizar um novo processo de fundição, que permite a produção de peças mais complexas e leves, pela possibilidade de serem ocas, sem perder a rigidez. Então, além da perda de peso, o carro está 35% mais rígido do que antes.

Para se comportar ainda mais caracteristicamente como uma Ferrari, o modelo passa a contar com a nova geração do diferencial eletrônico da marca, o E-Diff3, que tem seu funcionamento selecionado no manettino no volante. E é o segundo modelo da marca a contar com direção com assistência elétrica, sistema que estrou na 812 Superfast e recebeu mais elogios do que críticas.

O interior também recebeu elogios, por ser moderno e ergonômico, quesitos em que a marca nunca se destacou, mas que tem recebido uma atenção extra, desde que lançou a GTC4 Lusso. Características importantes para se apresentar no modelo que deve atrair novos clientes para a marca. Só não sabemos se atrairá brasileiros, já que não há previsão de se oferecer a Portofino por aqui.

Colaborou Marcelo Monegato, de Frankfurt

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas