Chevrolet Corsa Europeu seria boa opção para o Brasil

Chevrolet Corsa, Astra e Zafira vivem... na Europa

Mais modernos e equipados, modelos que foram sucesso por aqui ganharam novas gerações no velho continente

WM1 / 16/10/2016 às 03:15

Nenhum deles está como destaque no Salão de Paris, que ficará aberto até este domingo (dia 16), nem tiveram uma grande novidade para apresentar aos europeus, mas se estivessem no Brasil seriam, com certeza, campeões de audiência.

Estou falando dos Chevrolet Corsa, Astra e Zafira. Os três modelos que dividiram as ruas brasileiras por décadas ainda são vendidos no velho continente sob a batuta da Opel (subsidiária da General Motors). A diferença é que tomaram um banho de loja e agora têm versões muito mais completas do que qualquer concorrente tupiniquim. Confira abaixo como roda atualmente cada um dos modelos.

Chevrolet Corsa

A geração europeia cresceu no tamanho, em equipamentos e no requinte. Daria um pau fácil nos nossos compactos. Por lá, o Corsa de quinta geração chegou no ano passado com design completamente novo e com opções de duas ou quatro portas.

O desenho é agressivo, em nada lembra aquele hatch fofinho que estreou por aqui em 1994, o conjunto óptico é imenso e abriga faróis bi-xênon e luzes diurnas em LED. O capô é recortado e o para-choque dianteiro traz uma enorme boca. O conjunto é harmonioso. Um teto solar panorâmico gigante, que é vendido como opcional, completa o visual descolado.

A lista de equipamentos do compacto chega a ser bizarra em comparação com os nossos representantes nesta categoria. Reconhecimento de sinais de trânsito, sistema de estacionamento automático (park assist), câmera de ré traseira, assistente de faixa, de ponto cego, alerta de colisão frontal, multimídia de sete polegadas sensível ao toque e com comandos de voz, bancos, espelhos retrovisores, para-brisa e volante com opção de aquecimento, ar-condicionado digital são alguns dos equipamentos disponíveis para o Corsa.

Para se ter uma ideia, muitos destes equipamentos não são encontrados no Jaguar F-Pace R-Sport, que começou a ser vendido aqui no Brasil recentemente por R$ 360 mil.

Motorização

Sob o capô pulsa um motor 1.0L de três cilindros turbo à gasolina que rende até 115 cavalos de potência. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 9,5 segundos e a velocidade máxima chega aos 195 km/h.

O preço do Corsa em Portugal começa em 14.640 euros (cerca de R$ 55 mil, numa conversão simples) na versão cinco portas e vai até 17.620 euros (aproximadamente R$ 66 mil).

Chevrolet Astra

Na Europa, o Astra continua a ser um bom rival para Volkswagen Golf e companhia. Por lá, o modelo é vendido nas versões hatch, sedã e perua (station wagon).

Assim como o Corsa, a quinta geração foi apresentada aos europeus no final do ano passado e, de cara, o modelo foi eleito o Carro do Ano de 2016 na Europa. Isto que é prestígio.

O visual é muito mais moderno do que o Cruze Sport6, já as dimensões são ligeiramente menores. Enquanto o representante brasileiro tem 4,51 metros no comprimento, o Opel chega aos 4,37 m. No entre-eixos, porém, a situação é mais parelha: 2,68 m para o primeiro e 2,66 m para o representante europeu. A diferença no porta-malas também é pequena, 370 para o Astra e 402 para o Sport6.

O abismo entre os dois modelos aparece mesmo quando o assunto é equipamento. A lista do Astra é absurdamente vasta. Para se ter uma ideia somente os assentos dianteiros contam com 18 possibilidades de ajustes, incluindo extensor para as pernas, função de massagem e ventilação quente ou fria. Esta última, não apenas para os assentos dianteiros, mas também para todo o banco traseiro.

O modelo traz ainda ar-condicionado digital com difusor de aromas, piloto automático adaptativo e sensores que monitoram a via e podem diminuir a velocidade do veículo automaticamente em caso de emergência.

Motores

São três opções de motores a gasolina. Um 1.0L de três cilindros e 105 cavalos de potência, outro 1.4L turbo, com 150 cv, e uma terceira opção 1.6L turbo que entrega 200 cv. O câmbio pode ser manual de cinco ou seis marchas ou automático de seis velocidades.

Em Portugal, o Astra é oferecido a partir de 20.950 (cerca de R$ 78.500) e chega aos 32.625 (R$ 122 mil) com todos os opcionais. No Brasil, apenas como efeito de comparação, o Cruze Sport6, que está próximo de ser reestilizado, custa a partir de R$ 81.090.

Chevrolet Zafira

A mais nova integrante da turma na Europa é a Zafira que ganhou nova geração este ano. As vendas no continente europeu começaram em setembro. Assim como os irmãos Astra e Corsa, a minivan vem recheada de tecnologia e equipamentos.

Esqueça o desenho quadradão e sem graça daquele monovolume feito para levar sete pessoas que foi vendida por aqui até 2012. A nova Zafira é bonita, luxuosa e com acabamento primoroso.

Além de reunir todos os equipamentos disponíveis nos irmãos, a Zafira traz ainda conexão 4G de internet – é possível parear o celular de todos os ocupantes do veículo- compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto, controle de estabilidade e tração, para-brisa panorâmico, iluminação em LED nos faróis e lanternas, entre outros apetrechos.

Os preços da Zafira em Portugal começam em 27.250 euros (R$ 102 mil). São duas opções de motores a gasolina. Um 1.4L turbo de 140 cavalos de potência e outro 1.6L turbo de 200 cv (os mesmos que equipam o Astra). O câmbio pode ser manual ou automático, ambos de seis velocidades.

Sem planos para o Brasil

Infelizmente a Chevrolet não tem planos de voltar a vender nenhum dos três modelos por aqui tão cedo. Na categoria do Corsa, a marca aposta as suas fichas no Onix (que, aliás, é campeão de vendas no país). 

O segmento intermediário está a cargo da família Cruze, que já teve a segunda geração do sedã lançada e deverá apresentar ao público o hatch no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

Entre as minivans, a Spin de cinco e sete lugares aposentou a Zafira e a Meriva (que também segue firma na Europa) de uma vez por todas.

É fato que todos os brasileiros que visitaram o estande da Opel no Salão do Automóvel de París sentiram um aperto no coração. Sorte aos europeus.

Viagem feita a convite da Anfavea

Editor, amante dos carros desde criança e colecionador de revistas automotivas. Seu passatempo preferido é viajar de carro ouvindo um bom rock. No mundo automotivo, tem uma queda pelas peruas e pelos esportivos. Quando não está fuçando sobre carros tenta a sorte nas quadras de tênis

Matérias relacionadas