nissan-titan-xd-pro-4x-project-basecamp-2

Nissan apresenta picape para campistas radicais

Versão modificada da Titan traz mais de 60 equipamentos e acessórios para atravessar continentes longe do asfalto

WM1 / 13/05/2017 às 17:00atualizado 14/05/2017 às 19:45

A Nissan montou uma versão modificada da grandalhona Titan XD Pro-4X, picape de cabine dupla vendida no mercado norte-americano, para proporcionar “aventuras ao ar livre”, mesmo em “condições extremas de terreno e clima”. Chamada de Project Basecamp, a picape recebeu mais de 60 acessórios e componentes para cumprir a missão, o que inclui desde um kit para elevar a suspensão em 7,6 cm até uma barraca, instalada no suporte de teto do utilitário.

Além disso, o protótipo conta com “bed cage”, kit de suspensões com curso tão longo que chegam a invadir a caçamba no eixo traseiro, pneus especiais todo-terreno de 35 polegadas montados em rodas de alumínio e um compressor para regular hidraulicamente a altura das suspensões da picape, para citar apenas alguns detalhes.

A ideia aqui é ser um veículo para encarar viagens intercontinentais, como do Brasil para a Patagônia, por exemplo. No conceito criado pela Nissan, a autossuficiência foi levada em conta: a Project Basecamp traz freezer portátil, reservatório e torneira para fornecimento de água potável e outras parafernálias desejadas por qualquer campista que se preze. Painéis solares para armazenamento de energia elétrica seriam um equipamento bem-vindo, dentro da proposta de autossustentabilidade, mas não foram usados no protótipo.

No mais, a picape traz um visual mais agressivo que o da Titan original de fábrica, exibindo para-lamas alargados para acomodar as rodas gigantes, guincho elétrico incorporado ao “quebra-mato” no para-choque dianteiro, capô mais encorpado e luzes adicionais na carroceria de cabine dupla, com espaço para levar cinco ocupantes.

O trem de força aparentemente é o mesmo da versão produzida em série, trazendo motor Cummins V8 5.0 turbodiesel de 314 cv de potência e 76,7 kgfm de torque, somado ao sistema de tração integral e reduzida, como convém a um veículo feito para atravessar continentes.