2018-jaguar-xf-sportbrake_1

Jaguar Sportbrake quer ser a rainha das peruas

Marca inglesa apresenta a segunda geração da perua baseada no sedã XF, capaz de levar até 1.700 litros de bagagens

WM1 / 16/06/2017 às 14:30

Enquanto no Brasil as peruas viraram carro de nicho, com pouca oferta de modelos principalmente entre as chamadas marcas generalistas, especialmente na Europa elas ainda mantêm um público fiel, apesar da crescente popularidade dos SUVs lá fora e aqui. Sabendo disso, a Jaguar acaba de apresentar a versão perua da segunda geração do sedã de porte intermediário XF, chamada de Sportbrake.

 

A Jaguar espera, com a segunda geração, repetir o sucesso da primeira, que correspondeu a 60% das vendas totais do XF, com o restante a cargo do sedã. Para o mercado europeu, a Sportbrake chega com preço inicial de 34.910 euros (cerca de R$ 127 mil na conversão direta) e opção de motores diesel 2.0 e 3.0 V6, com potências variando entre 165 cv e 304 cv e 2.0 turbo a gasolina de 253 cv - somente na versão de entrada a diesel há transmissão manual de seis marchas - nas demais, ela é automática de oito marchas. A tração pode ser traseira ou integral.

Em breve, a novidade será lançada também na China e nos Estados Unidos. Também deve chegar ao Brasil, em data ainda a ser anunciada.

As vantagens das peruas incluem centro de gravidade mais baixo na comparação com os SUVs, o que proporciona uma dirigibilidade muito mais afiada, e, comparando com outros tipos de carroceria, conta com grande capacidade de carga. O porta-malas pode levar até 565 litros de bagagens e esse número pode ser ampliado para excelentes 1.700 litros com os bancos traseiros rebatidos, que formam um piso totalmente plano. Essa configuração é ideal para levar o kit completo de tacos de golfe, por exemplo.

Visualmente, o carro traz faróis e lanternas full-LED, e as últimas lembram bastante as utilizadas no cupê F-Type e também no SUV F-Pace. Em todas as versões, a abertura do porta-malas é elétrica (pode ser aberta apertando um botão ou passando o pé embaixo do para-choque traseiro) e há um suporte para reboque de série que é recolhido ao toque de um botão no painel, quando não há necessidade de utilizá-lo. O modelo também conta com suspensão a ar como padrão, que pode ser elevada ou rebaixada para facilitar a operação de carga e descarga do compartimento de bagagens.

Opcionalmente, a perua de luxo pode ser equipada com teto solar panorâmico. A carroceria usa materiais leves, como alumínio e magnésio para viabilizar o peso de 1.660 kg, razoável para as dimensões do carro e que contribui para menor consumo de combustível e ajuda a reduzir as emissões de poluentes.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas