Newsletter
Share

Redes Sociais

Renault Kwid Intense

Renault lança Kwid e mantém preço de R$ 29.990

Após aparições nos salões de São Paulo e Buenos Aires, e início da pré-venda em junho, 'SUV dos compactos' é revelado

WM1 / 03/08/2017 às 14:00

Após aparições nos salões de São Paulo e Buenos Aires, e pré-venda iniciada em junho, o Renault Kwid finalmente foi apresentado oficialmente na noite de quarta-feira (2), em São Paulo. O tal do ‘SUV dos compactos’ chega para bater de frente com hatches de entrada, especialmente – e quase exclusivamente – Fiat Mobi.

Equipado com motor 1.0 flex de apenas três cilindros de até 70 cv de potência e transmissão manual de cinco marchas, o Kwid terá três versões de acabamento – Life, Zen e Intense – e preços que variam de R$ 29.990 a R$ 39.990. Ao todo, seis cores estarão disponíveis.

Em termos de consumo, a Renault anuncia 14,9 km/l (gasolina)/10,3 km/l (etanol) no perímetro urbano e 15,6 km/l (gasolina)/10,8 km/l (etanol), no rodoviário

A opção de entrada Life (R$ 29.990) é a típica peladora. Terá, além dos freios com ABS (antitravamento) e airbag duplo frontal, como determina a legislação brasileira, airbags laterais (totalizando quatro bolsas infláveis), pré-disposição para rádio, abertura interna do porta-malas, Isofix para fixação da cadeirinha de criança, desembaçador do vidro traseiro, ajuste interno dos retrovisores e indicador de mudança de marcha no painel.

Já a intermediária Zen (R$ 35.390) ganha itens de conforto, como ar-condicionado, direção elétrica travas e vidros dianteiros elétricos, limpador do vidro traseiro e rádio com conexão Bluetooth.

A configuração topo de linha Intense Pack Connect traz tudo o que está disponível nas versões Life e Zen, e agrega faróis de neblina, retrovisores e maçanetas na cor da carroceria – nas outras são pretos -, painel de instrumentos com conta-giros e computador de bordo, central multimídia MediaNav, câmera de ré, abertura elétrica do porta-malas, grade cromada, rodas de liga leve de 14 polegadas escurecidas e retrovisores externos com ajustes elétricos.

O motor será 1.0 Flex de três cilindros de 66 cv (gasolina)/70 cv (etanol) de potência e torque de 9,4 kgf.m (gasolina)/9,8 mkg.f (etanol). Importante ressaltar que é uma versão com menos recursos (sem comando duplo variável, por exemplo), portanto menos vigoroso, que o propulsor 1.0 SCe também de três cilindros dos modelos Logan e Sandero. O câmbio é manual de cinco marchas. Em termos de consumo, a Renault anuncia 14,9 km/l (gasolina)/10,3 km/l (etanol) no perímetro urbano e 15,6 km/l (gasolina)/10,8 km/l (etanol), no rodoviário. 

Em termos de dimensões, o Kwid tem 3,68 metros de comprimento, 2,42 metros de distância entre os eixos, 1,59 metro de largura e 1,47 metro de altura. E apesar das dimensões realmente acanhadas – estamos falando de um city car, vamos lembrar -, o porta-malas tem interessante capacidade para 290 litros. Na versão mais completa, o peso é de 798 quilos, apenas.

VÍDEO

MERCADO

Apesar do preço inicial atraente (R$ 29.990), a Renault acredita que a versão de entrada Life será responsável apenas por 10% das vendas. A opção intermediária Zen representará 50% dos emplacamentos do modelo e a topo de linha Intense, 40%.

Jogador de futebol frustrado, resolveu ser jornalista para escrever sobre tudo que tivesse motor, fizesse (muito ou pouco) barulho e fosse possível de pilotar. Aficionado por superesportivos e clássicos, pensa agora acelerar também sobre duas rodas...

Matérias relacionadas