Newsletter
Share

Redes Sociais

New ix35 mudou pouco, mas mudou bem

WebMotors acelerou a versão Launching Edition do Hyundai, que custa R$ 122.990

WM1 / 11/12/2015 às 15:47atualizado 10/07/2016 às 14:47
Arquivo

Uma eficaz tática para dar um gás nas vendas em um modelo com já alguns anos de mercado é mudar o nome dele. A Ford fez isso com o Focus sedã, que virou Fastback. Há alguns anos, o Civic se transformou no New Civic e por aí vai. Recentemente, a Hyundai usou a mesma estratégia com o ix35, que agora se chama New ix35. Na real, trata-se do modelo apresentado por aqui em 2010 que recebeu boas mudanças no design para a linha 2016.

Para apresentar a novidade, a marca criou a versão "Launching Edition" (edição de lançamento), com 300 unidades, em uma simpática e nada discreta cor laranja. Foi justamente uma destas unidades a escolhida para o teste WebMotors. Na sua versão mais completa, o New ix35 sai por R$ 122.990, valor alto, porém como veremos mais adiante, casado com a proposta do veículo em vários aspectos.

O visual passou a ser inspirado na variação vendida há dois anos na Coreia do Sul (até agora a nossa versão seguia a linha adotada para a Europa). O conjunto ótico dianteiro e traseiro foi todo atualizado. Os faróis recebem luzes diurnas em LED, acompanhados dos faróis de milha com moldura maior e uma grade que também foi redesenhada. A base em colmeia é preenchida por três filetes cromados, enquanto a moldura prateada deixa a nova forma mais definida. A traseira recebeu lanternas com desenho esticado e filetes em LED contornando os piscas. Alguns dirão que o conjunto lembra carros chineses, como o Lifan X60.

De forma geral, o design lembra as linhas utilizadas pelos mais recentes modelos da marca, entre eles a nova geração do próprio ix35, que já estreou no exterior e que voltou a se chamar Tucson (já testamos também com exclusividade). Isso mesmo, lá fora o modelo já recebeu uma nova roupagem, mas isso é história para outra matéria.

O motor continua o 2.0 flex 16 válvulas de 167 cavalos de potência e 20,6 kgf.m quando abastecido com etanol, e 157 cv e 19,2 kgf.m com gasolina. Embora o propulsor permaneça o mesmo, o equipamento recebeu alguns ajustes visando eficiência. Houve melhorias na ECU e o catalisador é novo. Assim, ele está apto para atender as exigências da legislação quanto as emissões de poluentes. O câmbio é automático de seis velocidades e a tração é dianteira (não há a opção de 4X4 como, por exemplo, no Renegade diesel). No primeiro semestre rodamos com a versão 2015 do ix35 e a diferença, na prática, em comparação ao New ix35.

No dia a dia, o desempenho do conjunto é satisfatório, sem grandes empolgações (não é a proposta). Em certos momentos o câmbio apresenta algumas indecisões, mas aí um bom recurso é recorrer à troca na alavanca na posição manual.  Por conta do peso avantajado, as medições de consumo não foram as mais animadoras. Rodando com etanol, no ciclo urbano, a média ficou em 6 km/l. Não chega a ser ruim pelo porte do veículo. A suspensão multilink na traseira privilegia o conforto, mas cumpre bem o trabalho e não deixa a carroceria adernar em demasia nas curvas. Já a direção elétrica é leve na medida para as manobras em um estacionamento e firme em altas velocidades. Os freios possuem discos duplos ventilados na dianteira e sólidos na traseira com ABS e EBD.

O espaço interno do SUV é bom para até cinco pessoas, já o bagageiro, segundo medições da marca, tem ótimos 728 litros de capacidade. A cabine abusa do plástico, mas a qualidade do material é boa, não há rebarbas à mostra e nem peças mal acabadas. Do lado de dentro pouca coisa foi atualizada e o consumidor dificilmente notará as alterações. O tom preto empresta sobriedade e refinamento ao habitáculo. Destaque para os assentos dianteiros que traz ajustes elétricos e são confortáveis e envolventes. Um detalhe curioso é o freio de estacionamento no pedal, item bem voltado para o público americano (cabia aqui um freio eletrônico com o existente em parte da concorrência). O isolamento acústico, por outro lado, foi aperfeiçoado. Se viaja tranquilo abordo do New ix35.

A lista de equipamentos, como um bom Hyundai, é vasta. De série, o New ix35 traz rádio com conexão Bluetooth e entrada MP3, bancos revestidos parcialmente em couro, rodas de 18 polegadas e ar condicionado digital, bizone, com saída para os bancos traseiros, sistema Keyless, botão StartStop, piloto automático, central multimídia com tela em LCD, comandos no volante, GPS e camera de ré, teto solar panorâmico, lanternas em LED, controle de estabilidade, tração, um prático assistente de descida e airbags laterais e cortina.

Enquanto o novo Tucson não chegar ao mercado, o New ix35 vai conseguir defender bem a Hyundai nas vendas. Bom pacote de equipamentos de série, espaço interno na medida para cinco pessoas e uma mecânica ajustada para o porte e peso do SUV formam bons argumentos para a compra. Já a chamativa cor laranja e o preço alto poderiam ter ficado de fora deste upgrade.

Consulte preços de carros novos e usados na Tabela Fipe e WebMotors.

Editor, amante dos carros desde criança e colecionador de revistas automotivas. Seu passatempo preferido é viajar de carro ouvindo um bom rock. No mundo automotivo, tem uma queda pelas peruas e pelos esportivos. Quando não está fuçando sobre carros tenta a sorte nas quadras de tênis

Matérias relacionadas