Os 10 mais potentes de Genebra

A nota de corte é alta e tem gente passando com sobra

WM1 / Março 2015
Arquivo

O Salão de Genebra deste ano foi o salão dos esportivos. De Civic Type R a Koenigsegg Regera, várias maquinas foram apresentadas pensando em só uma coisa: performance. O WebMotors esteve presente para a cobertura do Salão e agora nós selecionamos os 10 carros mais potentes apresentados por lá. Nossa lista inclui tudo, de preparadora a modelo de corrida. Confira a seleção:

Koenigsegg Regera – 1.500 cv

O motor é o mesmo do Agera, o V8 biturbo de 5 litros, mas com turbinas menores, agora ele produz 1.100 cv. Unido a dois motores elétricos que geram 700 cv e atuam como transmissão do conjunto – sim, ele não tem câmbio – o Regera fecha sua conta em 1.500 cv. Potência suficiente para chegar aos 400 km/h em menos de 20 segundos. Apenas 80 unidades dele serão produzidas.

Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse La Finale – 1.200 cv

Esta é a edição mais limitada possível, já que é a única. E além de único, o La Finale é o último Veyron produzido pela Bugatti. O roadster produz 1.200 cv a partir do W16 de oito litros, quatro turbos e dez radiadores sem nenhum tempero além do que já é comum para a Bugatti – chegar a 100 km/h em 2,5 s, por exemplo. A diferença na versão está na pintura, exclusiva para a versão.

Koenigsegg Agera RS – 1.160 cv

A Koenigsegg não sabe brincar. Além do Regera, no topo da nossa lista, levou para Genebra o Agera RS, terceiro mais potente da mostra. Com só 20 unidades disponíveis, o RS é equipado com o mesmo V8 biturbo do Agera R e do Regera. Para esta versão ele recebeu alguns ajustes e agora produz 1.160 cv, 4 cv a mais que o Agera R, porém com cerca de 100 kg a menos.

McLaren P1 GTR – 1.000 cv

É a versão de pista do já insano P1. Os 1.000 cv dele estarão disponíveis para apenas 40 sortudos e ricos do mundo, que além do carro, será incluido em um programa de pilotos da McLaren, com direito a treinamento em pistas do calendário da F1. O preço? 3 milhões de dólares.

Mansory S63 Diamond Edition – 985 cv

É um Mercedes-Benz S63 AMG Coupé. Mas graças à Mansory, customizadora alemã, ele não tem mais 585 cv como antes: agora, são 985 cv produzidos pelo mesmo V8 de 5.5 litros e dois turbos – é mais potência que uma LaFerrari, por exemplo. Com essa preparação, o tempo de aceleração até os 100 km/h baixou em um segundo e agora é de 3,2 s. E ele só não passa dos 300 km/h graças a um limitador eletronico.

Spania GTA Spano – 925 cv

Com Koenigsegg, Ferrari, McLaren, Lamborghini, todas entrando de cabeça no Salão de Genebra, as pequenas provavelmente sairiam despercebidas. Engano seu. A Spania, minúscula montadora de Valencia, Espanha, levou os 925 cv do GTA Spano para a Suiça. O motor, mesmo V10 de 8 litros do Dodge Viper, recebe duas turbinas para conseguir chegar aos 100 km/h em 2,9 s. A produção é limitada em 99 unidades.

Brabus Rocket 900 – 900 cv

Potência nunca é suficiente para a Brabus. Um sedã com um V12 de 620 cv, como o S63 AMG, é pouco para eles. Então, eles lançam o Rocket 900. Pelo número, você pode imaginar a potência. 900 cv do mesmo V12 de 6.3 litros. O bloco foi remapeado, recebeu novos turbos, escape redimensionado, novo sistema de admissão, além de suspensão a ar, diferencial de deslizamento limitado e kit aerodinâmico. O torque é mais absurdo ainda 152,9 kgfm...

Brabus 850 – 850 cv

A estupidez da Brabus, desta vez, agiu no S63 AMG Coupé. O motor V8 biturbo de 5.5 litros, passa a deslocar 5.9 litros e produzir 850 cv e 117,2 kgfm de torque. O 0 a 100 km/h é feito em 3,5 s, 0,4 s a menos que o original. O câmbio continua o DCT de dupla embreagem e sete velocidades.

Aston Martin Vulcan – 800 cv

Baseado no One-77 e com produção limitada a 24 unidades, o Vulcan é uma espécie de P1 GTR da Aston Martin e inclusive possui um programa de pilotos para os donos da máquina. Equipado com o clássico V12 de 7 litros da Aston, no Vulcan este bloco produz 800 cv, sendo a variante mais potente já feita pela montadora. Detalhe: naturalmente aspirado.

Lamborghini Aventador Super Veloce – 760 cv

A marca o proclama como o “mais rápido e mais emocional Lamborghini de produção em série jamais feito”. O Aventador SV perdeu 50 kg e ganhou 50 cv para chegar aos 760 cv desta versão. O motor continua o V12 aspirado de 6.5 litros. A velocidade, embora não tenha sido oficializada, fica acima dos 350 km/h e o 0 a 100 km/ é feito em 2,8 s.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas