Newsletter
Share

Redes Sociais

Land Rover Discovery

Novo Discovery perde personalidade para ganhar fãs

SUV fica mais moderno, luxuoso e melhora a capacidade off-road. Chega em 2017.

WM1 / 08/11/2016 às 18:45

Depois da estreia mundial no Salão de Paris, o novo Discovery embarcou para o Salão do Automóvel de São Paulo, onde foi o principal destaque da inglesa Land Rover no evento. Embora o carro seja uma das atrações da montadora, versões e preços não foram divulgados ainda. Estima-se que a novidade chegue ao Brasil na metade de 2017.

Cara de um, focinho de outro

Desconsiderando as proporções maiores, o teto mais alto para acomodar a terceira fileira de bancos e os espaço assimétrico para acomodar a placa na traseira, ele é a cara do irmão mais novo Discovery Sport. No Centro de Design e Tecologioa da Laguar Land Rover, em Gaydon (UK), quando vi o carro pela primeira vez, questionei o designer da marca se o Discovery quadradão – mas convenhamos, com muita personalidade–  não teria perdido a personalidade. A resposta foi bem clara, ele me disse que este novo design é mais desejável para um maior número de pessoas, enquanto o outro dividia opiniões. Se a ideia é vender carros, a JLR tem toda razão.

Mais desejável, versátil e capaz

Como opção de motorização, podemos esperar o mesmo 3.0 V6 Turbodiesel, porém remapeado, que gera 258 cv (2 cv a mais que a anterior), acoplado a um câmbio automático ZF de oito velocidades. O conjunto mais eficiente, aliado ao melhor coeficiente aerodinâmico - resultado das linhas arredondadas- promete mais economia de combustível e menos emissões.

A versão mais potente, que também deve chegar ao Brasil, conta com um 3.0 V6  de 340 cv. Nessa configuração, o 0 a 100km/h é feito em até 7,1 segundos, segundo a montadora.

Como é de praxe, os sistemas eletrônicos estão  presentes, só que ainda mais refinados. O novo Discovery conta com o Terrain Response 2 Auto, que monitora automaticamente as condições de direção em qualquer tipo de terreno, seja ele grama, neve, cascalho, lama ou areia.

A marca garante que as capacidades off-road não só foram mantidas, como foram melhoradas. O Wade Sensing, por exemplo, fornece informações em tempo real da profundidade atingida em relação à profundidade máxima, usando a tela no centro do painel.

Para o asfalto, o Controle de Estabilidade Dinâmico foi melhorado. O sistema monitora todas as rodas para detectar derrapagens. Se detectada, ele aplica uma força de quebra para dentro das rodas para ajudar a manter a trajetória na curva, e reduz a quantidade de torque do motor para que o motorista  se mantenha na trajetória.

Entre os destaques estão os sete assentos – configuráveis até pelo celular–, tecnologias semi-autônoma, arquitetura leve em alumínio, mais de 20 porta-objetos, nove portas USB e seis pontos de carga 12V. O sistema de infotainment InControl Touch Pro, o mesmo que já testamos no Jaguar F-Pace, é o mais avançado que equipa os carros da marca.

Acompanhe nossa mega cobertura do Salão e descubra todas as novidades que a Land Rover trouxe para o evento.

Sempre preferiu carrinhos a bonecas. Seu primeiro brinquedo motorizado foi um Jeep Willys 1951, que dirige até hoje. É realizada escrevendo sobre veículos, seja ele qual for. Acorda cedo para assistir ao MotoGP.

Matérias relacionadas