Mopar coloca tração integral no Challenger para o SEMA

Marca de preparação da FCA antecipou suas novidades para o salão norte-americano

WM1 / 03/11/2015 às 07:53atualizado 10/07/2016 às 14:49
Arquivo

(Las Vegas, Estados Unidos) A WebMotors viu antes da apresentação oficial, no SEMA Show, algumas das atrações que a Mopar preparou para o maior evento de carros preparados do mundo. A divisão de acessórios e preparação da FCA escolheu um museu de luminosos antigos em Las Vegas, nos Estados Unidos, para apresentar cinco carros que irão brilhar em seu estande a partir desta terça-feira (3). O destaque vai para o Dodge Challenger GT AWD, com tração integral, câmbio de oito velocidades e 77 cv a mais.
 
Ainda como conceito, o muscle car traz pintura cinza sólida (como o Audi RS6), faixas na cor laranja e capô com inserções em preto fosco. O cupê foi rebaixado e ganhou rodas aro 20 com desenho exclusivo. O visual é bem “bandidão”, mas as principais mudanças não podem ser vistas e sim sentidas por quem dirigir o protótipo.
 
Segundo a Mopar, para sua concepção foram utilizados três carros. A base é o Challenger de tração traseira que conhecemos, mais a tração integral e o sistema “sarado” de freios utilizado no Challenger que a marca fornece exclusivamente para a polícia norte-americana, mais a transmissão de oito velocidades do Chrysler 300C.
 
Vale lembrar que o “Dodjão” da polícia utiliza câmbio de cinco velocidades, ou seja, houve um belo retrabalho na parte mecânica. Além disso, o conceito recebeu o kit de performance Scat Pack 3, que adiciona novo coletor, novo sistema de exaustão, diferente mapeamento de ECU, comando de válvulas retrabalhado, entre outras alterações. Desta forma, o motor 5.7 HEMI que antes rendia 380 cavalos de potência passou a entregar 77 cv a mais.
 
MAIS PREMIERES
 
Outro modelo modificado pela Mopar a ganhar tração integral foi o crossover Fiat 500X, que ganhou o sobrenome Mobe. Inspirado no clima praiano e no surfe, o modelo tem carroceria predominantemente pintada de branco Ivory Pearl com detalhes em chumbo Bronze no teto, para-choques e grade. O jipinho que carrega motor 2.4 e transmissão automática de nove velocidades ganhou raque de teto, rodas de 18 polegadas e kit de exaustão.
 
Quem também ganhou customização da Mopar a fim de ter estética com "mais atitude", segundo a marca, foi o sedã Chrysler 300 S. A marca enfeitou a grade com mais de 300 pontos brilhantes com o formato da letra "M". Outros tratamentos ficaram por conta da pintura azul fosco, rodas de 22 polegadas, interior com bancos revestidos em couro cinza e os mesmos kits de performance disponibilizados para o Challenger.
 
E quem pensa que furgão não pode ter customização esportiva, a Mopar provou o contrário com a mexida na RAM Promaster City DriveMaster. A van recebeu tratamento bicolor em azul e preto e recebeu adesivos nos vidros traseiros, capô e no retrovisores externos. Outros itens que deixaram o comercial leve mais invocados foram as rodas de 16 polegadas e a iluminação em LED.
 
Com colaboração de Lukas Kenji.

 

Sempre preferiu carrinhos a bonecas. Seu primeiro brinquedo motorizado foi um Jeep Willys 1951, que dirige até hoje. É realizada escrevendo sobre veículos, seja ele qual for. Acorda cedo para assistir ao MotoGP.

Matérias relacionadas