Newsletter
Share

Redes Sociais

Tesla 'para as massas' está pronto para produção

Foto da carroceria pronta do sedã elétrico 'vazou'. Produção começa em julho e preço inicial estimado é de US$ 35 mil

WM1 / 18/05/2017 às 13:45

Conhecida por fabricar veículos 100% elétricos, a californiana Tesla começa a produzir em julho o Model 3, terceiro modelo da marca e também o mais barato, com preço inicial estimado em US$ 35 mil – na mesma faixa do valor cobrado por elétricos “acessíveis” no mercado norte-americano, como Chevrolet Bolt e Nissan Leaf.

Para demonstrar que o desenvolvimento da sua principal aposta até o momento está acelerado, a Tesla “vazou” uma imagem de catálogo para treinamento de empresas credenciadas para serviços de funilaria nos carros da montadora, divulgada pelo site “Electrek”, especializado em mobilidade e veículos eletrificados.

Parece pouco, mas a foto demonstra que uma etapa essencial para a produção do sedã médio, com porte parecido com o do Toyota Corolla, já foi superada. Toda a estrutura do carro está pronta para a linha de montagem, incluindo as partes móveis: portas, capô e tampa traseira.

Custando cerca de metade do preço cobrado por um Model S de entrada, o Model 3 tem a missão de expandir a produção e as vendas da Tesla a níveis nunca antes vistos.  Para se ter uma ideia, a fabricante entregou cerca de 76,2 mil veículos em 2016 e planeja começar a produção do Model 3 em julho com um volume de mil unidades por semana, expandido para 2.000 em agosto, 4.000 em setembro, 5.000 no fim do ano e 10.000 por semana no fim de 2018. Com 10.000 unidades semanais do novo sedã, a partir dessa data seu volume anual seria de 480 mil exemplares, mais de seis vezes a quantidade que hoje a Tesla fabrica a cada 12 meses. Além dos sedãs Model S e, agora, Model 3, a companhia vende o SUV Model X.

A meta de volume planejada é necessária inclusive para atender a demanda pelo novo modelo, que já recebeu mais de 400 mil pedidos de reserva desde sua apresentação em março do ano passado.

O Model 3 terá tecnologia de condução semiautônoma como seus “irmãos mais velhos”, talvez apenas nas versões mais caras, para não fugir da meta de preço inicial – a tecnologia é padrão nos dois carros já comercializados pela Tesla, que são bem mais caros. A autonomia estimada será de pelo menos cerca de 350 quilômetros com uma carga completa das baterias.

 

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas