Newsletter
Share

Redes Sociais

nissan sentra unique 2017 dianteira

Sentra ganha freio automático de série... nos EUA

Sistema que ajuda a prevenir colisões será oferecido na linha 2018 lá fora. Para o Brasil, ainda não há definição

WM1 / 09/06/2017 às 21:45

A Nissan acaba de anunciar que boa parte dos carros da marca vendidos nos Estados Unidos vão trazer de série na linha 2018 sistema de frenagem automática de emergência, que utiliza um radar para prever a iminência de uma colisão e aciona os freios por conta própria na tentativa de evitá-la. A lista de modelos contemplada com o equipamento de segurança inclui Rogue, Rogue Sport, Altima, Maxima, Leaf, Murano, Pathfinder e… Sentra, o único desses veículos que a montadora atualmente comercializa no Brasil.

Na verdade, apenas as versões com câmbio manual do Sentra, aí incluída a configuração esportiva Nismo, não vão contar com o recurso, já disponibilizado em outros modelos Nissan como opcional ou equipamento exclusivo de configurações mais caras.

Como o Sentra vendido aqui no Brasil é importado do México, de onde também é exportado para o mercado norte-americano, são boas as chances, ao menos na teoria, de o sedã feito para o mercado nacional também incorporar a frenagem automática. Questionada, a Nissan do Brasil informou que ainda não definiu o lançamento da linha 2018 dos seus carros para o mercado local.

Voltando ao mercado dos EUA, a Nissan informa que, a partir de agora, vai comercializar cerca de 1 milhão de carros por ano neste mercado com o equipamento, contra cerca de 450 mil previstos para 2017 - lá, a linha 2018 dos modelos citados será lançada ao longo do segundo semestre.

A Nissan está seguindo o caminho de outras montadoras nos Estados Unidos ao ampliar a oferta da frenagem automática na sua linha de automóveis. Isso ocorre para cumprir um acordo com a NHTSA, agência federal de segurança viária do país, determinando que todos os carros de passeio vendidos no mercado norte-americano tenham o recurso até 2022.

Além de obviamente contribuir para mais segurança a bordo, reduzindo o risco de acidentes, a frenagem automática de emergência também reduz os custos com reparação e, por consequência, com seguro.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas