Newsletter
Share

Redes Sociais

Renault Clio

Renault Clio é aposentado no Brasil após 19 anos

Hatch compacto teve mais de 410 unidades vendidas no País; ele deve ser substituído pelo Kwid no segundo semestre

WM1 / 11/01/2017 às 21:30

O Renault Clio deixou de ser vendido no Brasil após 19 anos e mais de 410 mil emplacamentos. O modelo lançado no País em agosto de 1996 não está mais disponível no site da marca. A produção do hatch feito em Córdoba, na Argentina, foi cessada em outubro passado.

O compacto teve 10.869 unidades vendidas em 2016, sendo apenas 43, em dezembro. Mas a substituição dele no mercado ainda deve demorar alguns meses.

O subcompacto Kwid, mostrado no último Salão do Automóvel como conceito, deve chegar às concessionárias somente no segundo semestre. Confira o vídeo sobre o modelo abaixo:

História

Lançado globalmente em 1990, o hatch só foi importado para o Brasil seis anos depois já na terceira fase de estilização. O modelo passou a ser fabricado em São José dos Pinhais (PR), em novembro de 1999, sempre com carroceria de cinco portas. Na recém-fábrica de motores, eram fabricados os propulsores 1.0 de 59 cv e 1.6 de 90 cv.

No ano seguinte, chegou ao País a versão Si, equipada com motor 1.6 de 110 cv, freios ABS e rodas esportivas. Também em 2000 foi trazida a variante sedã do Clio.

A partir 2001, começaram a surgir diversas séries especiais, como a Tech Run, Yahoo!, Jovem Pan, Alizé, O Boticário, F1 Team, Get Up, entre outras. Mudança no visual, só em 2003. Mas, nova geração... só na Europa, em 2005.

A geração atual do Clio foi lançada na Europa em 2013 e recebeu um facelift no ano passado. Por aqui, o hatch chegou ao fim oferecendo somente motor 1.0 de flex de 77 cv com gasolina e 80 cv com etanol.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas