Newsletter
Share

Redes Sociais

Rafael Paschoalin

Webmotors patrocina brasileiro em Pikes Peak

Rafael Paschoalin é o primeiro e único brasileiro a participar da prova centenária de subida de montanha

WM1 / 02/05/2017 às 13:30

A Webmotors, principal marca de classificados do segmento automotivo, fechou contrato de patrocínio com o brasileiro Rafael Paschoalin, piloto oficial da Yamaha de Road Racing e que representará o Brasil e a empresa na 95ª edição da Pikes Peak International Hill Climb, uma das provas de subida de montanha mais famosas do mundo, com realização no dia 25 de junho, no Colorado, Estados Unidos.

Nesta temporada, Paschoalin lutará pela vitória na classe Middleweight da Pikes Peak pilotando uma motocicleta Yamaha MT-07. Toda a preparação do piloto e detalhes sobre as alterações na moto e treinos, serão divulgadas em matérias aqui no WM1, canal de notícias da Webmotors, onde o piloto terá um diário semanal contando sobre sua rotina antes e depois da prova. 

Diário do Paschoalin

"Olá, meu nome é Rafael Paschoalin, sou o novo piloto Webmotors e a partir de agora estaremos mais próximos aqui, no WM1, falando sobre os meus desafios sobre duas rodas.

Nesta temporada iremos para Pikes Peak, nos Estados Unidos, e a bordo de uma Yamaha MT-07 desafiaremos o circuito que tem 156 curvas em 20 quilômetros de extensão. Parece moleza? A altitude é o ponto chave e a largada da prova acontece a cerca de 2.300 metros de altitude. Onze minutos depois, a bandeira quadriculada está a insanos 4.500 m de altura.

Haja pulmão para mim e taxa de compressão para a minha motocicleta, que perde cerca de 30% de potência nessa altitude se comparado ao nível do mar.

Esta será a minha segunda participação na competição, que é uma das mais antigas dos EUA, atrás apenas das 500 Milhas de Indianapolis. No ano passado, quando a prova completou 100 anos de existência, me tornei o primeiro sul-americano a competir na categoria de motocicletas e por muito pouco não saímos de lá com um pódio.

Além de todos os desafios para memorizar cada uma das curvas e acelerar morro acima contra o relógio, posso topar com uma marmota no meio da pista, mas se eu tiver azar, o encontro pode acontecer com um dos ursos negros que vivem na reserva florestal da qual faz parte a montanha de Pikes Peak.

Sem margem para erros, essa corrida é tão desafiadora quanto a minha outra competição favorita: o TT Isle of Man, onde estive por três anos consecutivos e estarei de volta em 2018.

Por enquanto é só. Nossos encontros aqui serão frequentes e espero que vocês me acompanhem. Vamos juntos colocar a bandeira brasileira no topo da montanha!"

Leia também: Aceleramos a MT-07 de Rafael Paschoalin 

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas