Newsletter
Share

Redes Sociais

Moto bicampeã mundial de MotoGP pode ser sua

Honda mostra versão homologada para as ruas do modelo pilotado por Marc Marquez

WM1 / 12/06/2015 às 15:15atualizado 10/07/2016 às 14:55
Arquivo

Imagine você poder ter na garagem a Mercedes de Lewis Hamilton, campeã mundial de Formula 1 em 2014, e líder do campeonato deste ano? Pois saiba que é assim que os motociclistas de todo o mundo se sentiram nesta quinta-feira, 11 de junho, quando a Honda anunciou uma versão de rua da RC213-V no circuito da Catalunha, na Espanha. Nas mãos do espanhol Marc Marquez, a moto faturou os dois últimos títulos mundiais da MotoGP, a principal categoria do motociclismo mundial, a Formula 1 das motos.

Batizada de RC213V-S, a versão homologada para as ruas – daí o “s” de street no nome – herdou as mesmas especificações do modelo de pista. A exclusiva superesportiva também será fabricada da mesma forma que a moto de Marquez, com materiais leves e complexos processos de usinagem dos componentes. De acordo com a Honda, foram feitas somente alterações mínimas para que a RC213V-S fosse homologada e pudesse ser pilotada nas ruas e estradas. Como um maior ângulo de esterço (de 15° para 26°), discos de aço inoxidável ao invés dos feitos em fibra de carbono e pneus Bridgestone Battlax RS10 aro 17 polegadas para uso nas estradas.

O novo modelo ganhou também farol, lanterna, luzes indicadoras de direção, espelhos retrovisores e suporte de placa com iluminação como as motos de rua. Outros equipamentos, como buzina, velocímetro, partida elétrica, chave de ignição por presença (Honda Smart Key) e descanso lateral foram adotados na versão de rua dessa MotoGP.

ESPECIFICAÇÕES
A RC213V-s traz o mesmo motor V4 de 999 cm³ com refrigeração líquida e duplo comando de válvulas (DOHC) da moto de pista. Entretanto, ao invés do controle pneumático das válvulas, a versão de rua conta com um sistema de acionamento por molas. A transmissão será do tipo convencional e não “seamless” (ultra rápida) como o utilizado no Mundial de MotoGP. O câmbio é de seis velocidades.

Como resultado o desempenho da RC 213V-S ficou bem abaixo da moto de competição. O V4 “domesticado” gera 159 cavalos de potência máxima contra os mais de 237 cv (em rotação não informada) da moto de Marquez. Achou pouco? Não se preocupe. A Honda anunciou também que venderá um kit especial para o uso em pista que elevará a potência para 215 cv a 13.000 rpm.

As mudanças e acessórios extras elevaram o peso a seco da versão “S”: 170 kg contra os 158 kg da RC 213V após a corrida, obrigatório pelo regulamento da MotoGP. Alguns quilos foram ganhos também com a adoção de um escapamento com catalisador, exigido pelas leis anti-poluentes de todo o mundo.

PARA POUCOS
E uma moto tão exclusiva, com tanta tecnologia em seu desenvolvimento e fabricada com materiais nobres não estará acessível a todos. De acordo com a Honda, a RC213V-S estará disponível apenas na Europa, Austrália, Japão e nos Estados Unidos, por enquanto. As compras poderão ser feitas por meio de um formulário de pedido em um site (www.rc213v-s.com) a partir de 13 de julho.

O preço? US$ 184.000, ou cerca de R$ 572.000. Somente se você puder desembolsar essa quantia, a moto bicampeã do mundo na MotoGP poderá então ser sua.

Consulte preços de motos novas e usadas na Tabela Fipe e WebMotors.