Novo VW Passat eleva o patamar de sofisticação do segmento

Oitava geração do sedã de luxo alemão chega esbanjando tecnologia por R$ 144.500

WM1 / Novembro 2015
Arquivo

A Volkswagen acaba de apresentar a oitava geração do Passat. O sedã de luxo da marca alemã chega ao Brasil trazendo na bagagem o prêmio de Carro do Ano 2015 na Europa. A primeira vista o modelo eleva o nível de sofisticação do segmento. E também o preço pedido. As vendas começarão em dezembro e os preços partirão de R$ 144.500.

Serão duas versões de acabamento, Comfortline e Highline, três de acabamento interno, dez cores de carroceria e três anos de garantia total. O visual manteve a sobriedade da antiga geração, mas elevou o grau de refinamento. Os faróis dianteiros afilados são uma extensão dos filetes centrais, trata-se da nova identidade visual da marca. A linha de cintura alta segue toda a lateral do sedã e a traseira até chegar as lanternas traseiras. Um desenho elegante e clean. Assim como no interior, que tem como ponto alto o painel digital programável (opcional), que estreou recentemente na nova geração do Audi TT.

Segundo Jorge Portugal, vice-presidente de vendas e marketing da VW, o novo Passat será um carro de imagem para a marca no país. "O novo Passat é a nova referência em tecnologia e refinamento para a marca. O modelo foi eleito o carro do ano na Europa derrotando competidores do segmento premium, como o Mercedes-Benz Classe C, e os demais alemães da BMW e Audi", explica.

Mesmo assim, Portugal não espera vendas elevadas para o modelo em um primeiro momento. "Começaremos a vender em dezembro um primeiro lote de 25 a 50 carros que chegará ao país, depois vamos ver como as vendas se comportarão", conta. Neste primeiro momento não há previsão para a vinda da versão state wagon (Variant, que era vendida no Brasil) para o país. "Vamos fazer estudos futuros para checar a viabilidade de trazer a perua", acrescentou Portugal.

O executivo está confiante no sucesso do modelo, mesmo ele tendo ficado mais caro. "A versão Confortline chegará por R$ 144 mil, já a mais completa Highline por R$ 155 mil", afirmou. A sétima geração era oferecida por menos de R$ 140 mil.

As dimensões praticamente não se alteraram. O novo Passat mede 4,76 metros no comprimento (dois milímetros menor que a antiga geração) e um entre-eixos de 2,79 metros (sete milímetros a mais). A plataforma é a premiada Matriz Modular Transversal (MQB), que já equipa outros modelos da marca, inclusive o Golf.

Na versão de entrada (se é que se pode chamar assim), a Comfortline (R$ 144.500), são itens de série os bancos dianteiros com aquecimento e regulagem elétrica do encosto do motorista, seis airbags (dianteiros, laterais e de cortina, ar-condicionado com três zonas de resfriamento (motorista, passageiro e banco traseiro), sistema de abertura das portas por sensor e botão de acionamento do motor, sistema de entretenimento com tela sensível ao toque de 6,5 polegadas, porta luvas refrigerado, computador de bordo com controle automático de velocidade, rodas aro 18 (235/45) e um interessante sensor de abertura do porta-malas posicionado sob o para-choque traseiro que pode ser acionado pelo pé. O único opcional é o teto solar panorâmico.

A versão mais sofisticada, a Highline (R$ 151.300l), traz os equipamentos presentes na Comfortline mais faróis totalmente em LED, volante multifuncional com borboletas atrás do volante, bancos dianteiros com ajuste elétrico, aquecedor e apoio lombar com massageador para o motorista e câmera traseira de auxílio ao estacionamento.

Como opcional, o Passat Highline pode receber o pacote Premium (por mais R$ 4,9 mil, segundo Portugal), que integra um sistema de som da Dynaudio com 700 watts de potência, tela multimídia sensível ao toque de oito polegadas, cluster digital, teto solar panorâmico (R$ 5.400), sistema de auxilio de estacionamento, controle de cruzeiro adaptativo e assistente de mudança de faixa.

O motor é o 2.0 TSI BlueMotion que rende até 220 cavalos de potência máxima entre os 4.500 e 6.200 rpm. Já o torque máximo é de 35,7 kgf.m. Segundo a marca, com estes números o novo Passat pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 6,7 segundos e a velocidade máxima é de 246 km/h.

Editor, amante dos carros desde criança e colecionador de revistas automotivas. Seu passatempo preferido é viajar de carro ouvindo um bom rock. No mundo automotivo, tem uma queda pelas peruas e pelos esportivos. Quando não está fuçando sobre carros tenta a sorte nas quadras de tênis

Matérias relacionadas