Newsletter
Share

Redes Sociais

Citroën C3 2018

Citröen C3 ganha câmbio automático de 6 marchas

Versões com nova transmissão, que substitui a antiquada caixa de 4 velocidades, parte de R$ 58.540

WM1 / 29/05/2017 às 23:15atualizado 30/05/2017 às 05:30

A Citröen apresentou oficialmente nesta segunda-feira (29), em Porto Feliz, interior de São Paulo, a linha 2018 do hatch compacto C3 com nova transmissão automática de 6 marchas, abandonado de uma vez por todas – felizmente – o antiquado e criticado câmbio automático de somente 4 velocidades. As opções com esta nova caixa partem de R$ 58.540.

Atrelada a esta nova transmissão está o mesmo motor 1.6 16V VTi 120 Flex Start da geração anterior, que passou por alterações para ‘casar’ melhor com o câmbio, e gerando 118 cv de potência máxima, quando com etanol – 4 cv menos que quando atrelado à caixa anterior. O torque é de 16,1 kgf.m, também com álcool no tanque – de acordo com a Citröen, 80% desta força já está disponível a 1.500 rpm.

O novo câmbio automático do Citröen C3 é exatamente o mesmo utilizado pelos modelos C4 Lounge e C4 Picasso. Produzido pela japonesa Aisin, oferece três opções de condução: Drive, que entrega até 7% mais economia de combustível que antiga caixa de 4 marchas; ECO, com economia até 5% em comparação ao modo Drive; e Sport, que deixa as trocas em rotações mais elevadas. Também é possível efetuar as trocas pela alavanca de câmbio – não há opção de aletas atrás do volante.

RODANDO

Durante um primeiro contato com o novo conjunto mecânico ficou evidente a evolução do Citroën C3. O passar das marchas, antes com muitos trancos, ganhou suavidade, agregando conforto. As quatro primeiras marchas conseguem entregar maior agilidade, com acelerações na medida para a proposta do hatch.

De acordo com a engenharia da marca francesa, 5ª e 6ª marchas funcionam como uma espécie de Overdrive para privilegiar a economia de combustível. Rodando a 120 km/h, o ponteiro do conta-giros dorme tranquilo em 3.000 rotações e o nível de ruído no interior é baixo – ponto positivo para o bom revestimento acústico.

As retomadas agora são feitas com maior intensidade e menos abuso do motor em comparação ao câmbio automático anterior. Também é possível perceber uma ‘compreensão’ melhor do sistema com relação à demanda do motorista, encaixando a marcha correta para a necessidade do momento – seja redução, aceleração ou manutenção da velocidade.

CUSTO-BENEFÍCIO

Com a chegada da nova transmissão automática de 6 marchas à linha 2018, o Citroën C3 ganhou nova versão de entrada – para a opção sem embreagem – chamada Attraction, que parte de 58.540. Desde esta configuração, o hatch é equipado com ar-condicionado, direção elétrica com assistência variável, central multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque e compatível com sistemas MirrorLink e CarPlay, travas e vidros elétricos, e faróis ne neblina.

Já a opção intermediária Tendance (R$ 61.940) entrega tudo da versão Atraction mais rodas de liga leve de 15 polegadas e o famoso para-brisa Zenith – aquele que amplia área de visão do motorista e passageiro. A configuração topo de linha Exclusive (65.490) tem como extra as rodas de liga leve de 16 polegadas, sensor crepuscular (acendimento automático dos faróis), sensor de chuva, limitador e regulador de velocidade e sensor de estacionamento traseiro.

VERSÕES E PREÇOS

Citroën C3 1.2 Pure Tech Manual Origine

R$ 48.490

Citroën C3 1.2 Pure Tech Manual Attraction

R$ 52.190

Citroën C3 1.2 Pure Tech Manual Tendance

R$ 55.090

Citroën C3 1.6 Auto Attraction

R$ 58.540

Citroën C3 1.6 Auto Tendance

R$ 61.940

Citroën C3 1.6 Auto Exclusive

R$ 65.490

Jogador de futebol frustrado, resolveu ser jornalista para escrever sobre tudo que tivesse motor, fizesse (muito ou pouco) barulho e fosse possível de pilotar. Aficionado por superesportivos e clássicos, pensa agora acelerar também sobre duas rodas...

Matérias relacionadas