Newsletter
Share

Redes Sociais

Dicas para proteger seu carro do frio

Carro merece cuidado especial em dias frios

Confira dicas para protejer seu veículo das temperaturas extremas

WM1 / 29/06/2016 às 14:30atualizado 10/07/2016 às 14:41

As últimas semanas têm sido um prato cheio para quem curte o frio. Pelo menos 38 cidades brasileiras registraram temperaturas abaixo de zero, de acordo com o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia). Mas o que pode ser a alegria de muitos, significa também um sinal de atenção para o carro. Isso porque diversos componentes têm o funcionamento alterado em decorrência do clima extremo.

Aliás, a galera que vive nas cidades que estão registrando temperaturas negativas têm que criar coragem para sair das cobertas e ir para garagem a fim de conferir o estado do radiador.

“A água do radiador necessita da presença do líquido de arrefecimento para o congelamento da água do sistema, o que geraria trincas em cabeçote e nos demais componentes do sistema de arrefecimento”, alerta o coordenador técnico do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), Gerson Burin.

Ele lembra também que os donos de veículos flex devem ficar ligados no tanquinho de partida a frio. “Quanto maior o número de partidas em temperaturas baixas, maior será o consumo de gasolina no reservatório. Então, é preciso fazer a verificação do nível semanalmente”, recomenda.

Outro líquido que sofre alteração durante o frio é o óleo lubrificante. Neste período, ele fica mais viscoso e precisa de mais tempo de aquecimento para atingir a viscosidade ideal e, então, fazer o motor funcionar. Mas o especialista alerta: “se o carro demorar a pegar, não insista demais na partida pois isso pode acarretar em eventuais danos no motor de partida ou descarga da bateria, impossibilitando a partida do motor posteriormente.”

Falando em bateria, este é outro componente que sofre com o frio. Em temperaturas mais baixas a exigência da bateria acaba sendo maior em função das partidas mais longas. Muitas baterias acabam sendo trocadas em tempos mais frios, inicialmente pela sua vida útil, que deve estar chegando ao fim, e principalmente pela grande exigência nas tentativas de partida até o motor entrar em funcionamento”, conclui Burin.

Bom, você viu que não tem nenhum segredo para deixar proteger o carro do frio, não é? Agora é vestir os agasalhos e colocar as dicas em prática.

Quando deixa um pouco de lado a carreira brilhante como piloto de Gran Turismo e Fórmula 1 (no Playstation), faz cobertura diária do setor automobilístico. Muscles cars e clássicos dos anos 1990 são as máquinas prediletas.

Matérias relacionadas