Newsletter
Share

Redes Sociais

Jeep fecha com o Flamengo em busca de popularização

Montadora estampará parte traseira da camisa rubro-negra por R$ 4,5 milhões no ano

WM1 / 13/05/2015 às 17:25atualizado 10/07/2016 às 14:56
Arquivo

A Jeep vai investir R$ 4,5 milhões em patrocínio ao Flamengo com o objetivo de tornar a marca mais acessível ao grande público e afastar a imagem de carro de luxo e absolutamente off-road. O logo da montadora ficará estampado nas costas do uniforme, abaixo do número dos jogadores.

“A Jeep é uma lenda e tem valores construídos ao longo dos tempos. A mesma associação pode ser feita ao Flamengo, uma lenda do futebol”, comparou o diretor de publicidade e marketing da montadora, João Ciaco, em entrevista exclusiva ao WebMotors.

O executivo explicou que a escolha pelo clube carioca visa ainda ‘abrasileirar’ os valores mundiais da Jeep e nada melhor do que fazer isso com uma torcida que beira aos 40 milhões de torcedores, segundo contagem da agremiação. “A utilização do futebol como estabilização de marca já é uma prática utilizada há muito tempo na Itália (com a Juventus, de Turim) e tem dado super certo”, ratificou.

A estratégia de marketing também é estimular o conceito de que a Jeep é tão tradicional, que chegou a dar nome a um tipo de carroceria, que, no português, acabou virando jipe. “Valores de pé na lama, aventura, liberdade e espíto 4x4 já estão na cabeça do consumidor em relação à marca e serão enfatizados”, explicou Ciaco.

A ação para massificar a Jeep não ficará restrita ao esporte. Além de campanhas nos meios de comunicação, com ênfase em redes sociais e TV aberta, a marca também vai abranger o mundo das celebridades e outros esportes. O surfista Felipinho já expõe a marca nas competições e o campeão olímpico e mundial de natação Cesar Cielo fará o mesmo. Diversos atores utilizarão o Renegade no dia a dia. Exemplos são Rômulo Arantes Neto, Fiorella Mattheis, Marcos Pigossi, da TV Globo, além da apresentadora do canal GNT Bela Gil.

FUTURO

Alguns sites esportivos afirmaram que a Jeep teria interesse em ser a patrocinadora máster do Flamengo, caso a Caixa Econômica Federal abandonasse o posto. A informação foi negada pelo diretor de marketing da fabricante, que reiterou a intenção de construir uma longa parceria com o clube, mas sem dar mais detalhes. “Vamos analisar como vai ser a experiência desse primeiro contato para, então, pensarmos no futuro”, concluiu Ciaco, que garantiu que não existe pré-contrato assinado com o time da Gávea para as próximas temporadas.

PEUGEOT NO MEIO

Apesar de a negociação entre as partes estar aberta deste outubro de 2014, o Flamengo ainda expõe em seu site oficial o logo da Peugeot. A fabricante de origem francesa patrocinou o clube desde 2013, mas o contrato foi rescindido no fim do ano passado. Na rescisão, ficou decidido que a marca ainda ficaria exposta nas mangas do uniforme, enquanto veículos seriam cedidos para uso do Flamengo por mais alguns meses indeterminados.

Quando deixa um pouco de lado a carreira brilhante como piloto de Gran Turismo e Fórmula 1 (no Playstation), faz cobertura diária do setor automobilístico. Muscles cars e clássicos dos anos 1990 são as máquinas prediletas.

Matérias relacionadas