McLaren encerra produção do superesportivo P1

Bólido de 915 cv de potência nasceu em 2012 e teve 375 unidades produzidas

WM1 / 10/12/2015 às 17:24atualizado 10/07/2016 às 14:47
Arquivo

O McLaren P1 virou história. Após 375 unidades produzidas, o superesportivo britânico teve seu fim anunciado pela fabricante nesta quinta-feira (10). Mas nem tudo é tristeza, afinal, a marca anunciou ainda a produção de um exemplar final do híbrido capaz de romper os 100 km/h em 2,8 segundos a partir da inércia.

O modelo fez sua primeira aparição pública em 2012, no Salão de Paris, na França. Já a primeira unidade produzida para a venda sai da linha de montagem em 2013, durante as comemorações de 50 anos da montadora. Enquanto esta unidades era pintada de cinza Ice, a última está colorida em laranja.

O McLaren P1 carrega motor V8 biturbo de 3,8 litros capaz de entregar 737 cv e 73,g kgf.m de torque máximo. Ele está alocado a um propulsor elétrico de 178 cv e 26,5 kgf.m de torque. No final das contas, o bólido emana 915 cv e 99,9 kgf.m.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas