Newsletter
Share

Redes Sociais

Ibama multa Volkswagen em R$ 50 milhões por fraude

Fabricante adulterou propulsores a diesel de 17 mil unidades da picape Amarok

WM1 / 12/11/2015 às 15:56atualizado 10/07/2016 às 14:48
Arquivo

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) multou a filial brasileira da Volkswagen em R$ 50 milhões por manipulação de emissões de poluentes de motores a diesel.
 
De acordo com o Ibama, a empresa foi notificada e deverá apresentar um plano de correção dos carros alterados e comercializados, de modo a atender os parâmetros de emissão exigidos pelas normas brasileiras.
 
Em setembro, o grupo Volkswagen admitiu ter instalado motores a diesel fraudulentos em cerca de 11 milhões de veículos de diversas marcas, com um software capaz de falsear os resultados dos dados.
 
O órgão ambiental brasileiro informou que, no dia 25 de setembro, a Volkswagen foi notificada pelo Ibama e obrigada a prestar esclarecimentos sobre a produção ou comercialização no Brasil de veículos com algum item de ação indesejável.
 
“Por carta, enviada em 22 de outubro de 2015, a Volkswagen reconheceu que veículos Amarok diesel, ano/modelo 2011 (todo o lote) e 2012 (parte do lote) apresentaram o mesmo item (alteração) encontrado nos Estados Unidos”, disse o Ibama.
 
Em setembro, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos emitiu aviso de violação de sua legislação de poluição atmosférica. O documento indicava que veículos a diesel de quatro cilindros comercializados pelas montadoras entre 2009 e 2015 utilizavam um software em seu sistema computadorizado que fraudava os testes de emissão de determinados poluentes pelos escapamentos.
 
No Brasil, 17.057 veículos Amarok contêm o software. De acordo com o Ibama, o recall será voltado exclusivamente para correção do dispositivo adulterado e não afetará o desempenho dos motores.
 
Procurada pela Agência Brasil, a Volkswagen não se manifestou até a publicação da matéria.
 
Veja abaixo a relação de chassis afetados:
 
ANO-MODELOCHASSIS NÃO SEQUENCIAIS
2011BA000257 até BA000338
2011B8000200 até B8082605
2012CA001950 até CA026145

A Volkswagen do Brasil afirmou que enviará cartas aos proprietários dos veículos afetados e que convocará recalls a partir do primeiro trimestre de 2016. No comunicado oficial, a marca garantiu que “uma atualização do software se encontra em desenvolvimento pela matriz da empresa na Alemanha para aplicação nos países afetados.”

A empresa reiterou que a adulteração dos motores não representa riscos à segurança e funcionalidade dos veículos e disponibilizou dois canais para atender a eventuais dúvidas: telefone 0800 019 5775 e site www.vw.com.br.

Da Agência Brasil com Redação WebMotors.

Tags