Garagem do Bellote: Aceleramos um Mercedes 560 SEL

Modelo é tido como o melhor Mercedes já feito

WM1 / Janeiro 2016
Arquivo

Começamos 2016 com o pé direito. No acelerador, é claro. É um chavão, mas que sempre cai bem quando falamos da paixão por carros. No ano passado a coluna teve resultados expressivos e aproveito a primeira do ano para agradecer aos leitores que sempre nos prestigiam e acompanham nosso trabalho. Obrigado!

E para essa primeira matéria escolhi um modelo que ficou universalmente conhecido como sinônimo de riqueza, luxo e bom gosto. A Classe S da Mercedes-Benz foi lançada na década de 60 e sempre incorporou toda a tecnologia da marca.

Na década de 80, mais precisamente com lançamento em 1979, a geração W126 tem um quê a mais. Ela é considerada por muitos puristas como a melhor geração da história, tanto pelo design quanto pelo conjunto em si.

O exemplar do vídeo é de 1991 e representa o topo da linha na época. A versão 560 SEL traz na sigla todo um significado especial, ou seja, equipada com o maior motor disponível e com a carroceria longa, o que pode ser traduzido em conforto e bem-estar.

O propulsor V8 de 5,5 litros reinava na linha de montagem, com seus 283 cv nessa versão norte-americana. A europeia trazia taxa de compressão mais alta e nesse período entregava 300 cv de pura elegância e charme.

O acabamento azul é digno de reis e chefes de Estado. Não é à toa que essa geração é comumente vista em filmes da década de 80 rodeada de batedores e todo o demais staff. Além disso é uma das preferidas dos sheiks árabes, que mantém vários exemplares nas coleções hoje em dia.      

Impressões ao volante

Com todo esse cartão de visita e primeira palavra que vem à mente é conforto. Sem dúvida nenhuma, isso ele tem de sobra. Por outro lado, quando a ideia é pisar fundo demonstra suas qualidades tanto de aceleração quanto a capacidade de contornar curvas. Mas também se sai excepcionalmente bem desfilando pela rua em um final de semana ensolarado. Nos vemos na semana que vem.

Tags

Renato Bellote é jornalista automotivo em São Paulo, redator da Revista Driver e editor-chefe da Garagem do Bellote TV. Sua paixão por carros começou no dia em que saiu da maternidade a bordo de um Dodge Charger R/T

Matérias relacionadas