BBC não renovará contrato de Jeremy Clarkson

Suspenso por confusão com produtor, apresentador do Top Gear foi dispensado

WM1 / Março 2015
Arquivo

A BBC anunciou nesta quarta-feira (25) que Jeremy Clarkson, apresentador do Top Gear, não terá seu contrato renovado com a emissora e por isso não faz mais parte da equipe do programa. A dispensa de Clarkson acontece após uma suspensão do apresentador e da 22ª temporada do programa após ele ter agredido fisicamente o produtor Oisin Tymon, que não teria arrumado o jantar para os apresentadores durante a gravação de um dos episódios.

Tony Hall, diretor geral da BBC, declarou através de uma nota no site da emissora o desligamento do profissional. “Obviamente, nenhum de nós gostaria de se encontrar nessa posição [demitir Clarkson]. A decisão não apaga a contribuição extraodinária de Clarkson para a BBC. Sempre fui fã de seu trabalho no Top Gear. Jeremy tem um enorme talent e com certeza continuará nos divertindo por muitos anos”, escreveu o diretor.

Ainda assim, Tony Hall não deixou de condenar o ato de Clarkson: “Um membro da equipe – completamente inocente na situação – precisou ser levado para a Enfermaria depois de uma agressão física, seguida de muitos xingamentos. Na minha opinião, um limite foi ultrapassado. Não podemos ter regras diferentes por causa de hierarquia ou popularidade”.

O director ainda disse que o Top Gear se renovaria para 2016 e que Kim Shillinglaw, diretor da BBC2, onde o programa é exibido, já busca uma forma de solucionar o problema nos proximos meses, sem citar explicitamente a busca por um substituto.

Com combustível de alta octanagem correndo pelas veias, a equipe de jornalistas do WM1 está sempre acelerando em busca das informações mais relevantes para quem está à procura do melhor negócio ou é apenas mais um aficionado por carros!

Matérias relacionadas