Aceleramos o raríssimo Escort XR3 Pace Car

Modelo teve somente 350 unidades; lançamento foi no GP Brasil de F1 de 1984

WM1 / Fevereiro 2016
Arquivo

O ano era 1984. Para o lançamento do novo modelo esportivo a Ford investiu pesado para criar uma série especial, limitada e exclusiva.  Apenas 350 unidades, com direito a plaqueta no cofre do motor, chegariam às ruas.

O local escolhido para o lançamento não poderia ser melhor: o GP do Brasil de F1, à época na lendária pista de Jacarepaguá. O evento marcou também a estreia de um novato na categoria. Seu nome era Ayrton Senna da Silva.

O XR3 Pace Car (geração MK3 do Escort) não é nada discreto. A cor branca chama a atenção, bem como as rodas e a pintura nas laterais alusiva à prova. Antes de gravar essa matéria confesso que só tinha visto um deles através de fotografias de época.

A versão usada na semana do Grande Prêmio Brasil tinha um kit turbo, com mais de 200 cv de potência. Já a que chegou às lojas mantinha o motor CHT, com 1,6 litro e 82 cv. Carburação dupla, suspensão mais firme e algumas mudanças sutis o deixavam mais rápido que os irmãos de linha.

Impressões ao volante

O XR3 de primeira geração vale cada segundo ao volante. Apesar de não ter toda a cavalaria que se espera de um esportivo a combinação de fatores, incluindo o volante de pequeno diâmetro, é uma receita para ser provada durante um bom tempo. Quanto ao Pace Car, tem tudo isso e mais os olhares de curiosidade pela rua. Até a próxima semana!

Consulte pre;os de carros novos e usados na Tabela Fipe eWebMotors.